Entre em Contato Conosco

Mundo

Japão quer contratar mais estrangeiros devido ao crescimento econômico

Publicado

em

 

Japão quer facilitar entrada de trabalhadores estrangeiros, para suprir a falta de mão de obra.

O Japão recebeu 24.03 milhões de turistas estrangeiros em 2016. Isso levou a uma situação em que restaurantes, hotéis e outros negócios estão enfrentando dificuldades para encontrar funcionários multilíngues.

É provável que a situação fique ainda mais apertada, a não ser que algo seja feito, visto que o Japão tem a meta de aumentar o número de visitantes do exterior para 40 milhões até o ano de 2020.

Atualmente, estudantes estrangeiros estão preenchendo a maioria das lacunas. Cerca de 209.000 deles, ou 2.3 vezes o número de 5 anos atrás, estava trabalhando a meio período desde outubro de 2016, segundo o ministério do trabalho. Nas indústrias de serviços de acomodação e alimentação, estudantes que trabalham a meio período compõem 56% dos funcionários estrangeiros.

Trabalhadores estrangeiros com habilidades especiais

O governo central, até agora, focou principalmente em trazer profissionais do exterior altamente qualificados, como consultores de negócios e pesquisadores.

A nova legislação, que garantiria o status de residência permanente a essa classe em menos de 1 ano, poderá entrar em vigor brevemente. No entanto, o programa de migração qualificada do Japão exige que os candidatos satisfaçam padrões de qualificação avançados, como critério sobre renda, bagagem acadêmica e histórico de trabalho.

Críticos têm dito que tal sistema exclui muitos trabalhadores estrangeiros com habilidades especiais.

Criação de estrutura que abriria as portas para talento estrangeiro não reconhecido como profissional altamente qualificado

Agora, o Escritório do Gabinete está buscando criar uma estrutura separada que abriria as portas para talento estrangeiro não reconhecido como profissionais altamente qualificados. Os requerimentos para residência dessa classe de trabalhadores seriam facilitados em designadas zonas estratégicas especiais.

As categorias de serviços aplicáveis poderiam incluir intérpretes, cozinheiros e designers de roupas. Atualmente, estrangeiros nessas ocupações precisariam de 10 anos de experiência de trabalho ou diplomas universitários para se qualificarem para residência.

O Escritório do Gabinete vai examinar planos de negócios envolvendo trabalhadores não nativos em comitês estabelecidos em cada uma das 17 zonas estratégicas, que estão localizadas principalmente em grandes cidades como Tóquio e Osaka. Cada zona vai escolher ocupações específicas a serem autorizadas sob o programa. Candidatos que passarem em exames de certificação no Japão e no exterior, assim como aqueles que ganham prêmios em competições internacionais, teriam a exigência de experiência profissional e outros requerimentos flexibilizados.

Em um cenário em potencial, os candidatos que forem aprovados em um exame de proficiência em língua japonesa em seus países de origem poderiam trabalhar em hotéis no Japão. A cidade de Osaka está pedindo ao governo central para que flexibilize as regras de contratação que poderiam abrir as portas para que os estrangeiros trabalhem nas indústrias da hospitalidade, turismo e segurança no Japão.

Os setores em que os trabalhadores estrangeiros terão permissão para trabalhar dependerão das necessidades específicas das zonas econômicas especiais, segundo o governo.

 

Fonte: Nikkei, NHK

Jornalista por curiosidade, Brasileiro, Paulistano, Marrento, Canceriano, Curioso e Palpiteiro. Amo Política, Literatura, Filosofia, Religiões, Cervejas, Rock e MPB. Tem um assunto polêmico? Pode me chamar que eu vou adorar opinar. Sempre com uma cerveja e muito respeito. "Eu sou o amor da cabeça aos pés"

Continue Lendo
Publicidade
Comentários

Mundo

Nicolás Maduro prende trabalhadores e fecha padarias por venderem brownies e croissants

Publicado

em

É cada vez mais difícil a situação que se vive na Venezuela. Pois a inflação, insegurança e escassez de produtos básicos já fazem parte da rotina do país. E como se tudo isso não fosse o bastante, o governo insiste em controlar os mínimos detalhes e influenciar de todas as maneiras em todos os setores.

O governo  “Socialista” de  Nicolás Maduro  prendeu quatro padeiros e fechou duas padarias nesta semana por eles terem utilizado trigo para produzir alimentos como brownie, croissant e outros tipos de alimentos que são vendidos por preços mais caros.

Parece piada, mas a atitude é vista pelo governo como uma espécie de complô para induzir a escassez de pães mais simples e causar problemas com desabastecimentos.

O regime do presidente Nicolás Maduro obriga que pelo menos 90% da matéria prima seja utilizada para preparar pães com valores mais acessíveis.

“O comerciante não pode escolher o que vender, a população não pode escolher o que comprar, alem de mal ter o que comer. Ou seja, os venezuelanos estão totalmente a merce e dependendo da boa vontade de Maduro e de seu governo controlador e decadente.”

Segundo os Comitês Locais de Abastecimento e Produção (CLAPs), a expropriação dos locais ainda foi realizada com base em acusações de cobrança de preços mais altos de baguetes.

Os padeiros se queixam de dificuldades para obter trigo devido ao controle estatal para acessar divisas de importação. Segundo o sindicato da categoria, 80% das padarias não possuem estoque suficiente. Já o governo de Maduro diz que a quantidade de farinha que chega ao país é suficiente.

“Aqueles por trás da guerra do pão vão pagar, e que não digam depois de que se tratou de perseguição política”, disse Maduro, ao chamar o sindicato de “hipócrita, perverso e malvado”.

Continue Lendo

Mundo

Adolescente encontra diamante bruto de 7,44 quilates num parque

Publicado

em

Um garoto de 14 anos, encontrou um diamante de 7,44 quilates durante uma visita a um parque. Kalel Langford é o nome do garoto morador do Arkansas, nos EUA.

O ocorrido foi no último sábado (11), durante uma visita com a família ao Parque Estadual Cratera dos Diamantes, localizado no mesmo estado onde reside Kalel e sua família.

Menos de meia hora depois de chegar ao local, ele encontrou no chão uma pedra marrom e brilhante, misturada a outras rochas. Kalel e o pai ficaram em dúvida se era diamante por causa da cor, mas resolveram levar aos funcionários do local. Foi quando descobriram que tinham encontrado o sétimo maior diamante da história do parque.

O garoto batizou a pedra de “diamante do Super-Homem”, seu herói favorito.

O diamante marrom de Kalel é o maior encontrado no parque desde junho de 2015, quando um turista achou um de 8,52 quilates que ele batizou de Esperanza.

O Parque cobra US$ 10 de turistas que querem tentar a sorte e procurar a pedra preciosa. As normas do local ditam que cada pessoa pode ficar com o que achou, o que explica o grande número de visitantes à procura de pedras preciosas.

Continue Lendo

Entretenimento

Novo serviço de streaming vai reunir clássicos de Hanna-Barbera, Warner e MGM

Publicado

em

As crianças dos anos 80 e 90 já são adultos e muitos já estão com seus filhos. E nem todo pai e nem toda mãe quer sentar no sofá e assistir aos programas que passam atualmente na TV, não é mesmo? Pois os norte-americanos não precisam mais reclamar disso.

Nos Estados Unidos, um novo serviço de streaming está deixando muito adulto com vontade de colocar mais uma coisinha na fatura do cartão de crédito. Estamos falando do Boomerang, um serviço criado pela Time Warner e que vai permitir que os consumidores tenham acesso a bibliotecas de alto nível com animações de Looney Tunes, Hanna-Barbera e MGM.

Ou seja: Tom & JerryCorrida Maluca, Jetsons, Scooby Doo, Pernalonga, Papa-Léguas e tudo aquilo que você sente saudades a cada vez que alguém fala sobre desenhos animados.

O serviço conta com mais de 5 mil episódios e vão poder ser vistos em TVs, tablets e smartphones. Nos Estados Unidos, o serviço terá o custo de US$ 4,99 mensal (ou US$ 39,99 anual), sendo que o lançamento está marcado para este semestre.

É uma pena, mas ainda não há previsão para a chegada do serviço ao Brasil.

Continue Lendo

Facebook

Publicidade

Mais Lidas